10 formas inteligentes de fazer compras no supermercado

10 formas inteligentes de fazer compras no supermercado
Chung Chu / Flickr

As compras no supermercado estão entre as maiores despesas das famílias brasileiras. Mas é possível economizar tempo e dinheiro começando o processo de compra antes de sair de casa. Confira dicas que vão ajudar a abastecer o carrinho de maneira mais consciente e sem dor de cabeça na hora de pagar a conta.

1. O planejamento é essencial

Primeira coisa a fazer: confira o que você já tem e faça uma lista do que está faltando ou de algo que está para acabar em poucos dias. O supermercado não é lugar de tomar decisões por que há o risco da compra por impulso. Dê prioridade para os itens da cesta básica, produtos de higiene pessoal e limpeza. Biscoitos e salgadinhos alimentam, mas você pode viver sem eles. Com a lista na mão você não perde tempo voltando ao supermercado para comprar o que faltou.

2. Compras do mês valem mesmo a pena?

Pra quem tem família grande vale a pena fazer as compras do mês, mas é necessário mensurar com critério e ficar atento na validade dos alimentos estocados. Se você mora sozinho, é melhor comprar alimentos montando um cardápio semanal. Para as famílias e os sozinhos, as compras do mês são mais apropriadas para produtos de limpeza e higiene pessoal.

3. Monte um cardápio semanal

Decida que refeições você irá fazer na semana. Donas de casa considerando cozinhar no almoço e deixar para a janta e quem mora sozinho e trabalha fora, pensando na janta e se sobrar, vira a marmita do almoço no dia seguinte. Montar um cardápio por semana evita desperdícios e você perderá menos tempo no supermercado.

4. Fique de olho nas promoções

Compare os preços antes de escolher um supermercado. Você pode pesquisar na internet ou nos folhetos, pois muitos mercados cobrem a concorrência desde que você apresente no caixa a comprovação de preços maiores. Não se deixe levar pelas etiquetas de oferta por que elas indicam que tal produto está abaixo do preço normal, mas isso não significa que esse é o produto mais barato. Geralmente, os produtos de marcas mais famosas estão na altura dos olhos e os produtos mais baratos na parte inferior da gôndola. Ao menos uma vez, experimente as marcas mais baratas. Se não gostar, na próxima compra volte com aquelas de sua preferência.

5. Não faça compras quando estiver com fome e vá sem pressa

Ir ao supermercado com fome fará com que você compre itens para matar a fome naquele momento e geralmente são itens desnecessários, que estão fora da lista. E se estiver com pressa, você deixará de comparar os preços e terá uma conta mais salgada.

6. Evite levar as crianças

É difícil manter-se dentro do orçamento e da lista de compras ouvindo a toda hora “Mãe, compra isso”. Se não tiver jeito de deixar as crianças em casa, combine com elas o que pode e o que não pode colocar no carrinho. Diga que guloseimas não fazem bem à saúde, que elas engordam e que o açúcar de balas e doces causa diabetes, uma doença que irá limitar a alimentação no futuro. Deixar a criança com medo, bem de leve para não traumatizar, dá resultado. Se ainda assim elas insistirem em comprar algo, negocie: diga que não tem dinheiro para levar muita coisa e que elas podem escolher somente um produto, aquele que elas gostarem mais.

7. Colecione cupons desconto e cadastre-se nos programas de fidelidade

Consiga descontos em grandes redes de supermercado nos sites Cuponeria, Cuponomia, Groupon e outros. E também se cadastre nos programas de fidelidade dos supermercados – Clube Extra, Cliente Mais, ClubDIA – para ter descontos em determinados produtos. Alguns programas de fidelidade geram pontos e você poderá troca-los por vale-compras em todas as lojas das redes.

8. Famílias grandes podem comprar no atacado

Atacados são os supermercados que vendem produtos em grande quantidade, como o Makro e o Sam´s Club. Você encontrará dois tipos de preços: o preço no varejo em compras por unidade e o preço por atacado para quem compra em grande quantidade, com os produtos disponíveis em fardos. O preço por atacado será sempre menor do que comprar a mesma quantidade no varejo. Antes de decidir, tenha em mente a média do que sua família consome para estocar os alimentos sem perder o prazo de validade.

9. Na hora de comprar carnes, frutas e verduras

Carnes fora do congelador devem ser consumidas no máximo em dois dias. Se você comprar um corte bovino, por exemplo, picanha ou contrafilé, peça para o açougueiro do supermercado cortar em bife. Sabe aqueles saquinhos plásticos da seção de verduras e legumes ou da seção de frutas? Pegue alguns e use para congelar a carne fatiada. Ao comprar frutas, legumes, verduras e hortaliças procure saber se é temporada de colheita por que o preço é maior fora de época.

10. Alimentos semiprontos e prontos X Feitos em casa

Muitos produtos que tradicionalmente se preparava em casa hoje estão disponíveis prontos ou semiprontos. Considere que produtos industrializados contêm altos índices de sódio e o consumo frequente traz malefícios à saúde. Por exemplo, caldos de carne, sopas e suco de saquinho. A maionese é uma exceção, pois a industrializada pode conter menos colesterol, gorduras e calorias do que a caseira. Se você comprar congelados, deixe por último para colocar no carrinho.

Deixe seu comentário:

+ Vida e Saúde

Você pode aprender a surfar e ser mais feliz
Você pode aprender a surfar e ser mais feliz
Comprar um skate pode te trazer mais qualidade de vida
Comprar um skate pode te trazer mais qualidade de vida
Toda vez que vejo um adulto em uma bicicleta, eu já não me desespero quanto ao futuro da raça humana
Toda vez que vejo um adulto em uma bicicleta, eu já não me desespero quanto ao futuro da raça humana
30 Coisas que só quem viveu os anos 80 vai entender
30 Coisas que só quem viveu os anos 80 vai entender

Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,