Coisas que eu ainda não entendi na internet

Que a internet é um saco sem fundo de gírias, memes, virais, piadas internas e outros tipos de fenômenos menos compreensíveis, todo mundo sabe, mas… vamos botar ordem nisso e começar a explicar ‘tintim por tintim’.

1. Mas que raios são MEMES?

Confere ao meme uma capacidade de transmitir o conteúdo ensinando facilmente e tenha certa independência.

memes (Foto: reprodução do google)

memes (Foto: reprodução do google)

Memes seriam uma referência a um assunto que ‘bombou’ e que está relacionado com memória daquele fato. Eles podem ser ideias ou partes de ideias, podem ser línguas, sons, desenhos, capacidades, até valores estéticos e morais… ou seja, praticamente tudo, ou o que você quiser.

2. SnapChat, o que é?

Digamos que é mais uma modalidade de mansagem, parente do WhatsApp, mas envia imagens pelo bate-papo (fotos que duram apenas alguns segundos, sendo ‘deletadas’ em seguida).

snapchat (Foto: reprodução)

snapchat (Foto: reprodução)

Usar o app, que se tornou popular para compartilhar conteúdo mais ‘íntimo’, é relativamente fácil, porém requer atenção nos primeiros acessos pra não vacilar.

3. Tinder? Hãaa… É de comer?

Esse é um jeito divertido de se conectar com novas pessoas e interessantes próximas de você. Ele funciona assim:

Foto:  tumblr/reprodução

Foto: tumblr/reprodução

Você passa as fotos para curtir (direita) ou somente passe por elas (esquerda). Se alguém curtir você de volta, vocês combinam! Você pode conversar com sua combinação ou tirar fotos e compartilhar momentos com todas as suas combinações de uma só vez. Uma maneira de se expressar e compartilhar com seus amigos ou possíveis romances.

4. Fala direito muleki – Internetês? E isso existe?

internetês (foto: reprodução/Tim McDonagh)

internetês (foto: reprodução/Tim McDonagh)

O internetês existe sim e é considerada uma linguagem… Sério! Está concentrado em um local específico de uso (a internet e chats de bate-papo virtuais), e só é conhecido por aqueles que frequentam este espaço.

Internetês  (Foto: reprodução)

Internetês (Foto: reprodução)

Quanto mais pessoas têm acesso à internet, mais este “dialeto moderno” cresce.

5. Mas porque unicórnios? Não entendo esse fanatismo por seres místicos que a internet ama e que não existem.

Mas devemos confessar, são lindos! E vamos combinar que esse fetiche pela criatura não tem novidade. Muito antes de existir a internet ou qualquer tipo de computador, eles já eram admirados.

Um esclarecimento: a figura do unicórnio como algo cristão não passa de um mal-entendido. Na Bíblia, há muitas referências a unicórnios, que seria comparável a força de Deus. Mas no texto original não há nenhuma citação a unicórnio. Era uma criatura com chifres, que com diversas traduções de línguas tornou-se unicórnio.

unicórnios (Foto: aupaysdesbannieres)

unicórnios (Foto: aupaysdesbannieres)

O conceito medieval relacionado com a virgindade feminina ainda traz reflexos contemporâneos. Na internet, os unicórnios costumam ser representados como seres inocentes e os produtos relacionados a unicórnios são femininos.

Essa fissura toda por unicórnios na web pode ser explicada pela fofura imensurável que esses bichos provocam.

Foto: tumblr/reprodução

Foto: tumblr/reprodução

Mas os unicórnios podem entrar em outra categoria, além do fofo: a dos desconhecidos. Somos muito curiosos, então mexer com o desconhecido por atiçar mais ainda a nossa vontade por unicórnios. Toda essa mistura resulta no maior frisson da web por uma criatura inexistente.

6. Esse povo entra em cada grupo estranho e maluco no face… não entendo!

A cabeça do ser humano funciona de maneiras as vezes tão simples que duvidamos. Quando você se depara com os grupos mais esquisitos no facebook, pode ter certeza de que tem muita gente feliz ali, compartilhando vontades, ideias ou só lixo mesmo.

inclusão social  (foto: reprodução/Tim McDonagh)

inclusão social (foto: reprodução/Tim McDonagh)

Precisamos nos sentir aceitos e parte de algo, pessoas que nos aprovem e aceitem quem somos. Dai surgem as mais diversas loucuras no que diz respeito aos grupos, pois no mundo virtual, é muito mais fácil criar uma identidade ou sair conversando sem muitos ‘tabus’.

7. Eu amava as vídeo cacetadas, que graça tem esses videos estranhos? Sério, fala aqui pra mim.

Primeiro que era assim, juntava a família toda e uma rizada puxava a outra e assim rolava até a pipoquinha lá na sala de casa. Agora, uns vídeos sem pé nem cabeça que ficam mais de 10 min (pra simplificar- tem uns ai que tem mais de uma hora e é idiota).

8. Feels.Feels.Feels.

Eu não intendo o quanto esse pessoal da interwebz gosta de drama e depressão. Tem umas mina de 12 anos dizendo que a vida delas acabou porque o iPhone quebrou, cara, com 12 anos eu só tinha 12 anos mesmo, nada mais…

reprodução

reprodução

9. Revolucionários de poltrona

Reclamar em rede social é legal, ajuda a criar uma onda de indignação, mas a coisa está saindo dos limites, essa é a geração mais fresca da história da humanidade, tudo, absolutamente tudo é motivo de revolta e indignação sem fundamento que resulta em ódio geral e que acaba em nada.

reprodução

reprodução

10. Reclama da TV, mas só fica vendo vlog

A internet foi a grande revolução da comunicação, você pode interagir, construir e divulgar as suas próprias criações na internet, assistir aulas incríveis do mundo todo, aprender ciência nuclear sem pagar um centavo, isso é sensacional, mas o que eu vejo é um monte de gente dizendo que a TV é ruim e indo assistir online videos ainda piores…

reprodução

reprodução

Outro dia vi um moleque que passava horas assistindo um cara jogar e comentar pela internet. Cara, pega o Xbox e joga você mesmo!!

Deixe seu comentário:

+ Tech

Pare de usar o celular no banheiro agora mesmo
Pare de usar o celular no banheiro agora mesmo
Se você encontrar este aparelho em um banheiro de hotel chame a polícia
Se você encontrar este aparelho em um banheiro de hotel chame a polícia
Dicas para tirar fotos perfeitas com o celular
Dicas para tirar fotos perfeitas com o celular
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,