Investimentos: Ações, bolsa de valores e outras opções

Investimentos: Ações, bolsa de valores e outras opções

Desde pequenos vimos filmes de bolsas de valores, onde os investimentos certos deixam muita gente rica, então chega certo ponto em nossas vidas onde temos uma certa quantia de dinheiro guardada e queremos fazer ele render, para que assim este fruto de nosso trabalho renda o suficiente para um dia nos dar uma vida tranquila, mas então surge a dúvida de onde investir corretamente.

Para você ficar mais entendido do assunto, separamos algumas das formas mais práticas de se aplicar, mas val sempre a pena consultar os profissionais da área e se preocupar em investir com calma para não acabar perdendo a grana.

Fundo simples

Conhecidos antigamente como Fundos DI, os Fundo simples tem baixo riscos e custos reduzidos, ótimos para pequenos investidores.

Você deve consultar seu banco e saber sobre os rendimentos e como aplicar, pois o procedimento apesar de atender um certo padrão, podem variar dependendo de cada perfil, consultando seu gerente você terá um auxilio melhor do que se tentar fazer sozinho pelo internet banking.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto vem ganhando popularidade nos últimos anos, mas você sabe o que realmente significa? O Tesouro Direto se transformou em um dos investimentos mais procurados por investidores principalmente aqueles menos experientes. Em janeiro desse ano, as aplicações em títulos do Tesouro Nacional totalizaram R$ 2,47 bilhões. No entanto, diante do cenário politico turbulento que levou forte volatilidade ao mercado, o investidor de renda fixa deve estar atento ao título escolhido e seu prazo de vencimento para evitar perdas.

“Mesmo em um cenário turbulento, o Tesouro Direto continua a ser um investimento muito seguro, de baixo risco com a garantia de proteção do governo. Além disso, conta com liquidez diária e pode ter investimento a partir de R$ 80”, explica Roberto Indech, analista-chefe da Rico.

Ele orienta que, para aplicar seu dinheiro no Tesouro Direto, o investidor deve traçar objetivos de vida e classificá-los em curto, médio ou longo prazo. “O tempo de aplicação é fundamental para saber onde o investimento será vantajoso. Além disso, o cenário político- econômico do país devem ser levados em consideração na hora de decidir qual dos títulos públicos trará mais retorno dentro do objetivo estipulado”, diz Indech.

Além dos prazos dos títulos, o investidor deve ainda comparar as taxas de custódia cobradas pelas corretoras para Tesouro Direto. Na Rico, há isenção de taxa para esse investimento até o final de junho. “É uma forma de estimular a aplicação e promover a educação financeira ao brasileiro”, finaliza.

Bolsa de Valores

Diferente do que vemos nos filmes, o mercado de ações em bolsa de valores é bem complexo e exige muito estudo. Existe uma ideia comum entre as pessoas de que a Bolsa de Valores representa enormes possibilidades de ganho para quem investe e que ao mesmo tempo possui um grande risco de perdas para os investidores desavisados. De acordo com o consultor e analista de investimentos Márcio Placedino, antes de tudo é fundamental investir tempo em educação. “Entender o mercado não é uma tarefa tão complexa como as pessoas pensam. Essa é uma grande diferença entre quem deseja realmente operar e os aventureiros. É importante aprender desde os aspectos mais básicos – como o que é uma ação, até os mais avançados como indicadores e análises para que as pessoas possam investir com segurança”, afirma.

Ao contrário da clássica cena de filmes onde um monte de gente se acotovela e grita para comprar ou vender ações, a Bolsa de Valores hoje é um ambiente quase totalmente digital. As operações acontecem virtualmente e uma grande parte dos investidores individuais está em sua própria casa, operando através de um Home Broker. Essa realidade fez com que a Bolsa de Valores se tornasse um ambiente mais acessível, aumentando significantemente o número de pessoas que investem. Ao mesmo tempo, a tecnologia também confere grande velocidade nas negociações, permitindo que as compras e vendas aconteçam em poucos segundos e com apenas alguns cliques.

CDB

O CDB ferramenta disponibilizada pelos bancos que possibilita a qualquer pessoa investir em títulos CDB (Certificado de Depósito Bancário), o uso é muito simples pela internet. Por meio do site do banco, o investidor realiza as operações, incluindo aplicações e resgates, além de poder acompanhar os rendimentos. Ele é um título privado, bastante popular, emitido pelos bancos e vendido aos clientes para captação de recursos.

Poupança

Tida como um péssimo investimento por muitos especialistas, a Poupança ainda tem seus benefícios dependendo das suas necessidades, se o objetivo for fazer o chamado “pé de meia”, ainda é um bom recurso e deve ser considerado.

Velha conhecida dos brasileiros, a poupança ainda hoje é o investimento mais escolhido também pelos idosos. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país: quase metade (50,4%) dos consumidores com 60 anos ou mais possuem ao menos um tipo de investimento, sendo que a poupança é citada por 45,6% deles. Os outros principais investimentos se encontram bem abaixo no ranking: previdência privada (10,4%) e fundos de investimento como renda fixa e fundos de ações (9,7%). De acordo com três em cada dez idosos (28,8%) entrevistados, a segurança e baixa probabilidade de perdas financeiras são os principais fatores observados na hora de definir o tipo de investimento, seguidos pela flexibilidade para utilizar os recursos quando necessário (23,6%), não saber a melhor opção e escolher a mais conhecida (18,1%) e pela indicação de amigos e familiares (14,7%).

Deixe seu comentário:

+ Economia

Confira a lista de bancos e códigos para transferência online
Confira a lista de bancos e códigos para transferência online
Saiba o que é e como investir no tesouro direto
Saiba o que é e como investir no tesouro direto
Tags:, , , , , , , ,