Monstro do Lago Ness: fotos reais, mentiras e a última aparição

Algumas criaturas são lendárias no imaginários das pessoas, desde o Pé Grande, passando pelo Papai Noel até chegarmos no amado Monstro do Lago Ness, que tem muita gente ao longo dos séculos que jura ter visto o animal e de ter até mesmo fotos reais da criatura, mas o quanto disso é verdade?

Mundo
4 meses atrás
Monstro do Lago Ness: fotos reais, mentiras e a última aparição

A história do Monstro do Lago Ness remonta aos tempos antigos, quando a escócia era habitada por tribos celtas que acreditavam em criaturas mitológicas. Conta-se que existe um monstro gigantesco que vive nas profundezas do Lago Ness, no norte da Escócia.

O animal lendário é tão famoso que já esteve em diversos filmes, seriados, documentários e até mesmo desenhos animados como em "Os Simpsons"
O animal lendário é tão famoso que já esteve em diversos filmes, seriados, documentários e até mesmo desenhos animados como em “Os Simpsons”

Desde então, houve muitos relatos de avistamentos do Monstro do Lago Ness, e muitos tentaram provar a sua existência. Em 1933, um jornal local publicou uma fotografia supostamente do Monstro do Lago Ness, mas mais tarde foi revelado como uma fraude. No entanto, a busca pelo monstro continuou e, em 1960, o Dr. Robert Rines, um físico americano, fez uma série de fotografias subaquáticas que supostamente mostravam o monstro.

Em 2003, uma equipe de cientistas escoceses conduziu uma série de exames no Lago Ness e não encontraram evidências concretas da existência do Monstro do Lago Ness. No entanto, muitas pessoas ainda acreditam na existência da criatura, e o Lago Ness continua sendo um dos destinos turísticos mais procurados da Escócia.

Até hoje, não houve uma explicação definitiva para as lendas e avistamentos do Monstro do Lago Ness, e ele continua a ser um dos maiores mistérios da Escócia e do mundo. Alguns acreditam que pode ser uma espécie desconhecida de réptil ou peixe, enquanto outros acreditam que é apenas fruto da imaginação humana. Independentemente da verdade, o Monstro do Lago Ness continua a ser uma das criaturas mais fascinantes e enigmáticas da história.

Onde fica o Lago Ness?

Vista do Lago Ness com as ruinas do Castelo de Urquhart nas proximidades (Sam Fentress)
Vista do Lago Ness com as ruinas do Castelo de Urquhart nas proximidades (Sam Fentress)

O Lago Ness fica na Escócia, no Reino Unido, ao norte de Inverness. É o segundo lago mais profundo da Grã-Bretanha e é conhecido por suas lendas sobre o Monstro do Lago Ness. O lago tem aproximadamente 36 km de comprimento e é cercado por montanhas e florestas densas, o que contribui para o seu ar enigmático.

O local é uma atração turística popular, oferecendo passeios de barco, caminhadas ao longo de suas margens e a oportunidade de ver a paisagem natural da Escócia. Além disso, há vários museus e centros de informações sobre o Monstro do Lago Ness, incluindo o Nessieland Castle Monster Centre e o Loch Ness Centre and Exhibition.

A região ao redor do Lago Ness também oferece muitas outras atividades, como pesca, ciclismo, esportes aquáticos e golfe. Há também vários castelos históricos, vilarejos pitorescos e distilleries de uísque para visitar.

Em resumo, o Lago Ness é um destino turístico único e encantador, situado no coração da Escócia, que oferece uma combinação perfeita de história, cultura e paisagens naturais deslumbrantes.

Enguia gigante pode estar por trás do mito

Pintura do monstro, por Heikenwaelder Hugo
Pintura do monstro, por Heikenwaelder Hugo

Cientistas da Nova Zelândia catalogaram as espécies de vida no Lago Ness e coletaram amostras de DNA da água. Ao examinar as amostras, descobriram que não há animais significativos que poderiam ser confundidos com o famoso monstro. Não foram encontradas evidências de répteis marinhos pré-históricos, como os plesiossauros de 4,5 metros de comprimento, ou de peixes gigantes como o esturjão, de até 8 metros de comprimento – teorias que já foram propostas como explicação para o Monstro do Lago Ness.

Mas os pesquisadores encontraram amostras de DNA de enguias europeias que viajam mais de 5.000 km para chegar aos rios e lagos da Grã-Bretanha, vindas do Mar dos Sargaços, perto das Bahamas, onde elas botam seus ovos. Embora o objetivo principal da pesquisa não fosse resolver o mistério do Monstro do Lago Ness, mas sim ampliar o conhecimento sobre as espécies animais e vegetais presentes na área.

“Não encontramos nenhuma prova de criatura viva que seja remotamente parecida (a um monstro) em nossos dados de sequenciamento de DNA. Então, sinto muito, mas não acho que a teoria do plesiossauro se sustente, com base nos dados que coletamos. Tampouco há DNA de tubarão nas nossas amostras, nem de bagres ou esturjões. O que há é uma quantidade significativa de DNA de enguias, que são abundantes no lago.”

A lenda

Impressão artística do Plesiosaurus em seu meio ambiente
Impressão artística do Plesiosaurus em seu meio ambiente

O Monstro do Lago Ness é uma lenda antiga e persistente da Escócia que tem inspirado filmes, livros, programas de TV e sustentado uma importante indústria turística em torno do local. A lenda afirma que o monstro é avistado há 1,5 mil anos, tendo sido o primeiro a vê-lo o missionário irlandês São Columba em 565 d.C. Em 1933, o jornal Inverness Courier relatou o relato de uma mulher que teria avistado o monstro, semelhante a uma baleia, agitando as águas.

No ano seguinte, o coronel Robert Wilson, um cirurgião britânico respeitado, afirmou ter fotografado o monstro enquanto dirigia ao longo da costa norte do lago. A “fotografia do cirurgião”, publicada pelo jornal The Daily Mail, despertou curiosidade global e começaram especulações de que o “monstro” na foto poderia ser um plesiossauro, extinto há 65,5 milhões de anos. No entanto, 60 anos mais tarde, foi revelado que o “monstro” na foto era, na verdade, um submarino de brinquedo.

Uma teoria diz que o mostro na verdade é um elefante nadador circense
Uma teoria diz que o mostro na verdade é um elefante nadador circense

Outras possíveis explicações incluem elefantes nadadores circenses, que eram comuns em quermesses e circos na Inverness dos anos 1930, e grandes troncos flutuantes de árvores que poderiam ter sido confundidos com animais. O paleontólogo Neil Clark afirma que é mais provável que elefantes circenses tenham se banhado nas águas do lago.

Turismo

Reconstrução de Nessie como um plesiossauro (StaraBlazkova)
Reconstrução de Nessie como um plesiossauro (StaraBlazkova)

O Monstro do Lago Ness é uma lenda antiga e enigmática que se tornou uma das atrações turísticas mais importantes da Escócia. A região ao redor do lago é conhecida como a Highlands, e atrai turistas de todo o mundo que buscam conhecer a cidade de Inverness, bem como fazer passeios pelas margens do lago para tentar avistar o “monstro”.

A indústria turística relacionada ao Monstro do Lago Ness movimenta uma grande quantidade de dinheiro, já que há muitos estabelecimentos que oferecem tours guiados, aluguel de barcos, souvenirs, entre outros produtos. Além disso, a região é famosa por suas paisagens naturais deslumbrantes, como as montanhas, florestas, lagos e rios, o que atrai turistas interessados na natureza e na história.

A lenda do Monstro do Lago Ness tem sido um dos principais motivos para o aumento do turismo na região. Muitos turistas vêm até lá para experimentar a sensação de buscar pelo “monstro” e tentar avistá-lo, mesmo sabendo que a existência da criatura é altamente duvidosa. Além disso, a região é rica em histórias e lendas sobre monstros e criaturas sobrenaturais, o que a torna ainda mais atrativa para os turistas.

Em resumo, o Monstro do Lago Ness é um ótimo atrativo turístico para a região da Highlands, que movimenta uma grande quantidade de dinheiro e atrai turistas de todo o mundo. A lenda tem se mantido viva ao longo dos anos e ainda é uma fonte de mistério e fascínio para muitas pessoas.

*Com informações do Google Earth, BBC, Wikipedia, Fandom e UFMG.

Bagarai

Este é um site criado para quem ama ficar bem inforado, assim como nós do Bagarai. Aqui você vai encontrar novidades sobre internet, celulares, aplicativos e muito mais...

Vamos Bater um Papo?